Inversão Térmica

0 Criado por admin  |   Biologia,Dicas  |   24 de August de 2015  |     552

Em algumas cidades, às vezes, olhamos para o horizonte e nos deparamos com uma camada de poluição. Ela é tão distinta que parece existir uma linha fina transparente dividindo a atmosfera. Essa concentração de poluentes ocorre, geralmente, quando há uma inversão térmica. Esse fenômeno é mais comum durante o inverno no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. No Nordeste ocorre, praticamente, o ano todo. Quando há inversão térmica, o ar frio (mais denso) fica aprisionado próximo ao solo, pressionado por uma camada de ar quente (mais leve). A falta de vento e de umidade também impede a dispersão do ar. Assim, os poluentes emitidos por veículos e indústrias vão se acumulando acima da superfície. O fenômeno foi batizado com este nome porque o ar próximo ao solo é, de modo geral, quente, e não frio. Quando não há inversão térmica, o ar realiza um movimento cíclico na atmosfera terrestre: o ar frio desce, esquenta perto do solo, fica mais leve e sobe quente. Os ventos e as nuvens colaboram para essa movimentação e, dessa maneira, os poluentes ficam diluídos pela atmosfera, e não aprisionados próximos à cidade.

 

Inversão

 

Se você ainda ficou com dúvida dê uma olhada no vídeo abaixo que procura explicar experimentalmente o que acontece no fenômeno de inversão térmica.

 

Comentários

Deixe um Comentário